Aprender a poupar dinheiro é apenas uma questão de hábito. A poupança de dinheiro só se torna eficaz, se o soubermos fazer de forma correta e com método. Poupar dinheiro é uma actividade que, como quase tudo na nossa vida, se torna mais fácil com o tempo e desde que o vamos fazendo com alguma regularidade.

O acto de poupar dinheiro é regulado também por um princípio muito simples de adotar que dá pelo nome de Principio da Inércia Humana. O que nos diz o Principio da Inércia Humana, é que o nosso comportamento é regulado por uma tendência a repetir o que sempre fizemos e evitamos fazer coisas novas, ou actividades que saiam da nossa “zona de conforto”.

Isto quer dizer que de princípio esta teoria pode jogar contra nós. Se não estamos habituados a poupar diariamente, pode ser difícil começar. Mas depois do arranque da poupança, e depois de este hábito já ser um dado adquirido, então o princípio da inércia humana irá seguramente jogar a nosso favor, já que estaremos a fazer algo que é habitual. Logo já teremos quebrado a nossa própria “resistência interna”.

Se não têm por hábito poupar, ou se gostariam de começar a poupar dinheiro e ainda não sabem muito bem como o fazer, aqui ficam algumas dicas para que o consigam começar a fazer com sucesso:

1 – Tratar a poupança como mais uma conta fixa

Há um velho adágio que diz “pague-se a si próprio primeiro”. O truque é simples e começa por tratar a poupança como mais uma conta fixa no final de um período estabelecido (por exemplo 1 mês).

Assim, para começar a poupar, estabeleça um montante e uma data limite para se pagar a si próprio, por exemplo 20 euros no dia 15 de cada mês.

Tenha sempre em atenção que mais importante do que o valor de poupança de dinheiro que estipular o importante é começar um novo hábito e cumpri-lo.

2 – Estabelecer um objectivo anual para a sua poupança

Nunca irá conseguir atingir um objectivo se não souber qual é. Parece lógico demais mas a verdade é que a importância de estabelecer objectivos ajuda bastante a auto-motivação. Assim ao saber o que estabeleceu como objectivo e qual o saldo actual da sua poupança, é mais fácil perceber quanto ainda falta para atingir o montante estabelecido.

Para ser mais fácil, defina um objectivo visível, ou seja, o objectivo da poupança pode ser comprar um carro novo, um electrodoméstico, ir de férias para um destino especifico, entre muitos outros.

 3 – Dedique os seus aumentos para as suas poupanças

Se receber um aumento de rendimentos, certifique-se de que aumenta também as suas poupanças. E se conseguir dedique todo o seu aumento de rendimento directo para a sua poupança. Se tal não for possível, dedique pelo menos cerca de 20 a 30% do seu aumento de rendimento para a sua poupança.

Desta forma está a encurtar o prazo que definiu para a sua poupança, e assim poderá auto gratificar-se quando aplicar o dinheiro da poupança naquilo que estabeleceu como prémio ou objectivo.

4 – Guarde as moedas soltas

Quem disse que os mealheiros são coisa do passado? Arranje um jarro, um copo, um recipiente qualquer, e coloque lá todos os trocos que acumular no final do dia. No final do mês deposite esse dinheiro na sua conta poupança.

Eu sei que por vezes tenho recorrido muito a provérbios populares, mas nunca é demais lembrar que “grão a grão enche a galinha o papo.”

E apenas a título de exemplo: se juntarem todos os dias uma moeda de 1 euro, no final do mês já são 30 euros, o que significa que no final do ano já terão 360 euros. Com este dinheiro, já conseguem encontrar uma escapadinha barata, ou mesmo umas férias baratas.

5 – Reinvista as suas poupanças

No final do ano, aproveite parte das suas poupanças em algo que queira para si, uma viagem, férias, mini-férias, um equipamento qualquer, enfim qualquer coisa que lhe sirva de incentivo para continuar a poupar e poder repetir o ciclo no próximo ano.

Note bem, que este prémio extra deverá ser um agradecimento do seu esforço de poupança de dinheiro, por isso nada de exageros. E certifique-se de que além do objectivo estabelecido consegue reinvestir uma parte do dinheiro que poupou para efectuar uma nova poupança.

Tenha atenção para tentar deixar ficar sempre uma parte das suas poupanças intactas para assim poder fazer novos planos de poupança e mais ambiciosos.

Poupar Dinheiro, é acima de tudo uma questão de disciplina pessoal, e de negação de uma gratificação imediata em favor de constituir um fundo para o futuro. Assim, considere em utilizar as dicas aqui dadas para adquirir um novo hábito de poupar e de preparar os meios para atingir os seus desejos.

Já agora, conhecem mais dicas eficazes de poupança? Quais as que utilizam?

Deixem o vosso comentário e participem!

Até Já!

 

Related Posts with Thumbnails