Poupar com sucesso não é difícil, é apenas uma questão de hábito! A poupança só é eficaz se soubermos fazê-la de forma correcta. Por outro lado, quando se fala em poupar, existe um problema de maior ou menor gravidade e que depende muito de nós próprios.

Já ouviram falar do princípio da inércia humana? Bem basicamente o princípio da inércia humana, diz que nós tendemos a repetir o que sempre fizemos e evitamos fazer coisas novas, que saem da nossa chamada “zona de conforto”.

Isto quer dizer que de princípio esta teoria pode jogar contra nós. Se não estamos habituados a poupar diariamente, pode ser difícil começar. Mas depois do arranque da poupança, e depois de este hábito já ser um dado adquirido, então o princípio da inércia irá seguramente jogar a nosso favor, já que estaremos a fazer algo que é habitual. Logo já teremos quebrado a nossa própria “resistência interna”.

Se não têm por hábito poupar, ou se gostariam de começar a poupar e ainda não sabem muito bem como o fazer, aqui ficam algumas dicas para que o consigam começar a fazer com sucesso:

1 – Tratar a poupança como mais uma conta

Há um velho adágio que diz “pague-se a si próprio primeiro”. O truque é  simples e começa por tratar a poupança como mais uma conta fixa no final de um período estabelecido (por exemplo 1 mês).

Assim, para começar a poupar, estabeleça um montante e uma data  limite para se pagar a si próprio, por exemplo 20 euros no dia 15 de cada mês.

Tenha sempre em atenção que mais importante do que o valor que estipular o importante é começar um novo hábito e cumpri-lo.

2 – Estabelecer um objectivo anual para a sua poupança

Nunca irá conseguir atingir um objectivo se não souber qual é. Parece lógico demais mas a verdade é que a importância de estabelecer objectivos ajuda bastante a auto-motivação. Assim ao saber o que estabeleceu como objectivo e qual o saldo actual da sua poupança, é mais fácil perceber quanto ainda falta para atingir o montante estabelecido.

3 – Dedique os seus aumentos para as suas poupanças

Se receber um aumento de rendimentos, certifique-se de que aumenta também as suas poupanças. E se conseguir dedique todo o seu aumento de rendimento directo para a sua poupança. Se tal não for possível, dedique pelo menos cerca de 20 a 30% do seu aumento para a sua poupança.

4 – Guarde as moedas soltas

Quem disse que os mealheiros são coisa do passado? Arranje um jarro, um copo, um recipiente qualquer, e coloque lá todos os trocos que acumular no final do dia. No final do mês deposite esse dinheiro na sua conta poupança.

5 – Reinvista as suas poupanças

No final do ano, aproveite parte das suas poupanças em algo que queira para si, uma viagem, férias, mini-férias, um equipamento qualquer, enfim qualquer coisa que lhe sirva de incentivo para continuar a poupar e poder repetir o ciclo no próximo ano.

Tenha atenção para tentar deixar ficar sempre uma parte das suas poupanças intactas para assim poder fazer novos planos de poupança e mais ambiciosos.

Poupar, é acima de tudo uma questão de disciplina pessoal, e de negação de uma gratificação imediata em favor de constituir um fundo para o futuro. Assim, considere em utilizar as dicas aqui dadas para adquirir um novo hábito de poupar e de preparar meios para atingir os seus desejos.

Já agora, conhecem mais dicas eficazes de poupança? Quais as que utilizam?

Deixem o vosso comentário e participem!

Até Já!

Related Posts with Thumbnails