Controlar o dinheiro que se gasta, é uma tarefa que por vezes parece saída de um filme de ficção cientifica. No entanto, só se consegue minorar o impacto negativo se soubermos as causas, ou seja, onde e como gastamos o dinheiro, e se deixarmos de viver presos pela pressão do dia a dia.

Não é uma tarefa agradável, mas se tomarmos em consideração que não podemos gastar mais do que o que temos, se calhar começamos a ser mais organizados e a livrar-mo-nos daquelas facturas irritantes dos cartões de crédito.

Vamos então começar com as dicas…..

1 -Estabeleça metas específicas

Economizar é mais fácil quando se tem metas claras

Comprar uma casa
Aposentar-se
Enviar seus filhos para a universidade
Viajar
Para desenvolver um plano sólido, essas metas devem ter um prazo e um valor fixos. Depois de anotar e quantificar suas metas, você precisa colocá-las em ordem de prioridade. Você pode descobrir, por exemplo, que poupar para uma casa é mais importante que comprar um carro novo. Qualquer que seja seu objetivo, seja específico. Calcule quantas semanas ou meses há entre hoje e a data que deseja atingir a sua meta. Divida o custo estimado pelo número de semanas ou meses. Esse é o valor que terá que poupar a cada semana ou mês para guardar o montante desejado. Lembre-se, uma meta é um sonho para o qual você determinou um prazo.
2. Invista parte de sua renda
Economize e invista um percentual (de 5% a 10% de sua renda bruta anual. Isto pode ser mais difícil do que parece, portanto, procure criar um orçamento sólido que lhe permita monitorar seus gastos e planear como começará a economizar. Uma vez controlados seus gastos, passe uma quantia mensal para sua conta-poupança. Em alguns casos, começar a economizar regularmente significa transferir automaticamente uma parte de seu salário para uma conta-poupança ou para um fundo de investimentos.
3. Mantenha um fundo de emergência
Antes de aplicar suas economias novas em investimentos voláteis e difíceis de resgatar, você deve ter certeza de que tem pelo menos um valor equivalente a um período de três a seis meses de gastos guardado em um fundo de emergência para se manter em caso de tempos difíceis. Manter a liquidez de seu dinheiro evitará desfazer-se de investimentos quando seu preço está baixo e também garantirá que você sempre poderá dispor rapidamente desses recursos.
4. Pague sua conta do cartão de crédito
Se você quer economizar, mas tem ao mesmo tempo um saldo grande no seu cartão de crédito, a uma taxa de juros de, por exemplo, 26%, tente liquidar essa dívida o mais rapidamente possível Depois de pagar seus cartões de crédito, use-os apenas para conveniência e pague o valor total todos os meses.
5. Faça seguros adequados para a sua família
Uma despesa muito grande, uma enfermidade ou um acidente podem ser devastadores do ponto de vista financeiro se você não tiver o seguro apropriado. A chave do seguro é cobrir apenas aquelas perdas financeiras que podem ser muito grandes para você enfrentar sozinho. Se alguém depende dos seus rendimentos, você precisa de seguro de vida apropriado. A cobertura por incapacidade de longo prazo também será tão importante quanto seu salário. Você também deve garantir uma cobertura adequada de responsabilidade civil nas apólices de seguro para casa e carro. Para economizar nos prêmios anuais, é possível aumentar a sua franquia de seguro ou eliminar cobertura dupla. E quando você comprar um seguro – de vida, casa, invalidez ou carro – busque sempre diferentes opções e compre seguro apenas de empresas conhecidas.
6. Compre uma casa
Comprar um bem como uma casa proporcionará segurança a você e à sua família. Ainda que seja um gasto considerável, é um investimento que lhe dará importantes benefícios. Ao comprar uma casa, você deve considerar uma série de fatores para decidir que tipo de crédito utilizará.
7. Aproveite os benefícios do fundo de pensão do empregador
Caso seu empregador ofereça um fundo de pensão que requer o investimento mensal de um valor determinado do seu salário, aproveite, porque a empresa frequentemente investe um valor igual ao seu investimento. Investimento no fundo de pensão significa que seus recursos podem aumentar num ritmo muito mais rápido do que qualquer outra forma de investimento.
8. Diversifique seus investimentos
Na hora de lidar com os riscos para realizar o potencial máximo dos seus rendimentos, vale a pena diversificar. Em primeiro lugar, você deve diversificar entre as três primeiras classes de ativos: dinheiro, acções e títulos. Depois de montar uma estratégia de alocação entre esses três investimentos, é importante diversificar em cada activo. Isso significa comprar múltiplas acções dentro de uma variedade de indústrias e adquirir títulos com diferentes vencimentos. Todos os investimentos oferecem certo nível de risco e retorno. A diversificação reduz o risco desnecessário ao dividir seu dinheiro em vários investimentos. Além da diversificação, a única estratégia mais eficaz é investir de maneira contínua ao longo do tempo, com uma perspectiva de longo prazo. Se pretender saber mais sobre este assunto pode sempre ler o artigo que escrevi sobre estratégia de diversificação de portefólio.
9. Estabeleça um orçamento
Se as empresas controlam os seus gastos através de um orçamento anual e mensal. Porque não começar a seguir também esse exemplo? Assim terá a certeza de conseguir de forma rápida saber onde e como gasta o dinheiro, e poderá fazer os ajustes que sejam necessários para maximizar o dinheiro.
Afinal , não basta dizer que cada vez há mais mês no fim do dinheiro!
Já agora, conhecem mais alguma ideia que queiram partilhar?

Até Breve!
Related Posts with Thumbnails