Segundo o último estudo, há pelo menos 100 mil portugueses que são vítimas de assédio moral no local de trabalho, mas a maioria não apresenta queixa porque tem medo das represálias que pode vir a sofrer por parte das empresas.

De acordo com algumas das frases que se ouvem do género: “é melhor ter um mau trabalho do que não ter nenhum“, ou ” temos que nos sacrificar para manter o emprego“, esta é a realidade a que a maior parte das pessoas já se habitou a interiorizar para se manter no seu emprego, apesar de não se sentir bem com o mesmo, e é aqui que caem vítimas do assédio moral a que são sujeitas.

Convém ainda acrescentar que desde Agosto de 2008 até maio de 2009, foram perdidos cerca de 94 mil empregos em Portugal.

O problema é que este tipo de raciocínio que nos é transmitido (e infelizmente aceite), além de aumentar a pressão sobre os trabalhadores, vem também somar cada vez mais vítimas deste tipo de violência, e o resultado é que as pessoas não apresentem queixa porque têm medo de perder o emprego.

Então o que é isto de Assédio Moral?

assedio-moral

De acordo com o Código do Trabalho, há assédio moral quando se verifica um comportamento com “o objectivo ou o efeito de afectar a dignidade do trabalhador e criar um ambiente intimidativo, hostil, degradante, humilhante ou desestabilizador.”

Bom, mas isto é o que diz a lei, mas o que acontece na prática, a estratégia mais vulgar passa por colocar o funcionário “na prateleira”, ou seja, não lhe dar trabalho nenhum e pressioná-lo para que se despeça.

No entanto, há ainda estratégias mais perversas, que passam pelo insulto velado, pela diminuição de poderes e de tarefas, e ainda de sujeitar as pessoas a todo o tipo de comportamentos idiotas e fazer com que elas se cansem e de despeçam.

O problema do assédio moral é que é sempre muito complicado provar que se está a ser vítima, ou que se está a ser prejudicado por causa disso. É que é sempre muito complicado arranjar colegas de trbalho que testemunhem que alguém foi vítima de assédio moral. Afinal nunca se sabe quem será a próxima vítima, e além disso ninguém gosta de dar a cara para ajudar as vítimas de assédio moral, já que o que normalmente circula no “jornal interno (ou boatos”), é a imagem de incompetente de quem é vítima deste tipo de assédio moral.

Pior ainda se torna, quando as depressões e o stress se instalam e vêm ainda ajudar a piorar uma situação já delicada.

Assim, se conhece alguém que seja vítima de assédio moral, faça com que denuncie a situação junto da Autoridade das Condições de Trabalho, e ajude-o a superar uma fase da qual ninguém está livre de se ver metido nela.

Já agora, conhecem alguém nesta situação? Partilhem as vossas ideias e deixem um comentário!

Até Breve!

Related Posts with Thumbnails