O programa das Novas oportunidades que pretende que os adultos que deixaram a escoa obtenham equivalência aos níveis de escolaridade do ensino básico e secundário apresentam á partida um desafio.

Falar de Novas oportunidades é também falar de últimas oportunidades, pois quando terminar este quadro comunitário de apoio (previsto até 2013), não se sabe se haverá mais.

Apesar de ter a minha opinião muito pessoal, acho que o desafio é grande demais para se deixar passar ao lado….

…. isto porque trata-se de uma aposta acima de tudo na valorização pessoal de cada adulto que assim vê reconhecida as suas competências que adquiriu ao longo da sua vida, aquilo que por razões diversas não pôde aprender na escola.

Mas o verdadeiro desafio das noas oportunidades está o facto de obrigar as pessoas a verem o seu mundo de outra forma, e pelo menos de tentar prepará-las para a mudança que está sempre a acontecer.

Todos os dias as noticias apresentam-nos casos de pessoas que trabalaram 20 ou 30 anos na mesma fábrca, tendo começado a trabalhar com 12-16 anos e após 20 anos de trabalho na mesma fábrica, vêem-se numa situação de desemprego e sem saberem, nem esarem preparadas para o desempenho de outras funções.

Assim…. aqui fica um desabafo, para que se aproveite o desafio das novas oportunidades, pelo mens para permitir alargar horizontes, e mostrar que há futuro para lá da crise!.

Para ficar sempre a ar das novidades do blogue, subscreva a feed RSS.

Até Breve!

Related Posts with Thumbnails