Na continuação do post anterior sobre a segmentação dos mercados financeiros , hoje vou aqui falar sobre outros tipos de segmentação de mercados financeiros.

A finalidade destes posts, é para tentar dar uma perspectiva global sobre o sistema financeiro, e ao mesmo tempo ajudar a entender algumas das causas que provocaram a crise financeira que todos sentimos e cuja tendência é agravar-se ainda mais.

Além dos já referidos no post anterior, os mercados financeiros podem ainda ser divididos em:

segmentação de mercados financeiros

A – Mercados Primários e Mercados Secundários

Por norma os mercados primários servem para financiar os investidores, para que estes possam ter a liquidez financeira necessária para investirem.

Os mercados secundários servem para aumentar a liquidez dos instrumentos financeiros, e também par estabelecer preços de referência ara as emissões nos mercados primários.

B – Mercados á Vista e Mercados a Prazo

Nos mercados á vista as transacções são executadas no momento em que são contratadas (por exemplo na compra e venda de acções).

Nos mercados a prazo as transacções são executadas em data posterior á sua contratação (como acontece na compra de petróleo em bruto)

C – Mercados de Derivados

São mercados onde se transaccionam direitos (de compra ou venda) sobre os activos financeiros, e assumem como função facilitar a cobertura do risco.

D – Mercados Organizados e mercados “Over the counter” (OTC)

Os mercados organizados são mais líquidos e têm geralmente menores custos de transacção (por exemplo as bolsas de valores)

Os mercados OTC abrangem um maior variedade de produtos financeiros e não exigem a presença de todos os participantes no mesmo “lugar”

E – Mercados maduros e Mercados Emergentes

Os mercados maduros são mercados financeiros de países tradicionalmente mais desenvolvidos, com elevada liquidez, e com investidores maioritariamente residentes.

Os mercados emergentes, são mercados financeiros de países de industrialização mais recente, com reduzida liquidez, e dependentes de investidores não residentes. Daí se dizer que os países em desenvolvimento necessitam do investimento estrangeiro como fonte de financiamento.

Brevemente será publicado um post sobre algumas das principais instituições financeiras internacionais e a sua missão.

Para estar sempre a par das novidades do Blogue, subscreva a feed RSS.

Até Breve!

Related Posts with Thumbnails