Nem sempre a avaliação de uma empresa é a soma contabilística dos seus activos financeiros. Cada vez mais se ouve a expressão Capital Humano, que pretende simbolizar o valor acrescido que os trabalhadores trazem consigo quando desenvolvem a sua actividade.

 O que permite às empresas sobreviver a períodos prolongados de crise, é precisamente o Capital Humano, ou seja são as pessoas que acrescentam valor à actividade da empresa.

Numa perspectiva de gestão, neste caso de gestão de recursos humanos, a gestão do Capital Humano pode assumir contornos de gestão de capital de risco.

Vamos então falar de alguns pontos essenciais:

1 – A empresa valoriza os seus colaboradores?

A valorização dos colaboradores, não é apenas expressa em termos de compensação financeira (dinheiro), é importante que a empresa permita que os seus colaboradores sejam uma parte activa na sua gestão, ouvindo-os e agindo de forma a conciliar interesses.

2 – Existe uma estratégia de comunicação eficaz?

Estão criadas as condições para que haja uma política de recursos humanos integrada e eficaz que permita de uma forma consistente e continuada que todos colaborem no sentido de uma maior rentabilização individual e colectiva.

3 – Existe uma valorização contínua e progressiva?

Os colaboradores da empresa são incentivados a aumentarem os seus conheciementos, ou isso é visto como uma ameaça para o funcionamento da empresa. Da mesma forma que um activo financeiro é valorizado, também o capital humano o deve ser, e uma das formas é apostar na formação.

4 – A empresa é um “Bom local para trabalhar”?

De certeza que já ouviram falar das melhores empresas para trabalhar, onde normalmente existe uma cultura empresarial de valorização e mérito pelos seus colaboradores. Sem querer aqui fazer publicidade a ninguém, já todos devem ter visto as fotografias com as condições de trabalho nas delegações do Google.Um bom local para trabalhar, é aquele que se torna estimulante e que permite um desenvolvimento de competências dos seus colaboradores.

Acima de tudo, lembrem-se que o capital Humano, pode e deve ser medido da mesma forma que os balanços da empresa reflectem a sua saúde financeira. Ou seja, a Valorização do Capital Humano, é fazer com que os colaboradores se sintam valorizados, sintam que há investimento em si próprios, e sintam que é da valorização de todos os activos financeiros e humanos que a empresa espera alcançar os seus objectivos.

Assim, fica a pergunta: A sua empresa tem Capital Humano?

Para ficar sempre a para das novidades do blogue, subscreva a feed RSS.

Até Breve!

 

Related Posts with Thumbnails