Ler o Artigo Completo" />
  • ANÁLISES
  • DESENVOLVIMENTO PESSOAL
  • ECONOMIA
  • GESTÃO
  • MARKETING
  • SER EMPREENDEDOR
  • TRABALHO
  • TUTORIAIS
  • Cinco dicas para iniciar um negócio em casa

    13 de Dezembro de 2008 · 5 comments

    Provavelmente será um dos muitos milhares de indivíduos que desejam começar a fazer a sua vida trabalhando a partir de casa? Começar o seu próprio negócio pode ser ao mesmo tempo desafiante e excitante.

    No entanto as estatísticas demonstram que cerca de 95% dos negócios iniciados numa base de “trabalhar a partir de casa” não conseguem sobreviver aos primeiros 3 anos de actividade.

    Em primeiro lugar, convém que se convença que trabalhar a partir de casa, é algo custoso, logo convém que se dedique a algo que gosta de fazer, e que lhe dê gosto. Caso contrário o fracasso será quase certo.

    Assim, aqui ficam 5 dicas para ajudar as probabilidades de o seu negócio ter sucesso:

    1. Verifique quais os seus pontos fortes

    Os seus pontos fortes podem ser inatos ou terem sido adquiridos ao longo da sua vida profissional, e podem assim ser rentabilizados para o seu negócio. Descobrir uma maneira de capitalizar esses pontos fortes, e torná-los nos seus melhores activos será a chave para o sucesso.

    2. Descubra as suas fraquezas

    Faça uma auto-análise e descubra as suas fraquezas e descubra como as pode eliminar, ou pelo menos minimizá-las. Talvez necessite de alguma formação específica, ou até provavelmente de modificar hábitos de trabalho.

    3. Determine etapas

    Faça uma coisa de cada vez, e por etapas, num ritmo que lhe permita continuar a aprender enquanto o seu negócio se expande e cresce de forma sustentada. É sempre necessário algum tempo para construir um negócio de sucesso, e realmente não vale a pena correr riscos desnecessários desperdiçando tempo, energia e dinheiro. É também importante que continue a aprender e a desenvolver competências pois o seu negócio só depende de si, e irá até ao nível que você conseguir suportar.

    4. Tenha um Mentor

    Encontre alguém, que assuma a posição de “mentor” do seu negócio, alguém a quem possa recorrer quando necessitar de apoio ou de opinião. Pode ser o conjugue, um amigo de confiança, ou até mesmo um profissional em “coaching” ou treinamento.  O Mentor, permite trazer uma perspectiva de fora sobre o seu negócio, e pode ajudar a determinar quais as áreas chave a que deve dedicar mais atenção em determinado período. Além do mais, uma opinião de fora, pode sempre ajudar a visualizar soluções com mais clareza.

    5. Faça do seu Banco um aliado

    Nos primeiros tempos irá necessitar de financiamento, e nem sempre as suas economias serão suficientes. Procure alternativas como o micro-crédito, ou o apoio financeiro que lhe permita dilatar prazos e condições de pagamento

    Acima de tudo lembre-se que o futuro do seu negócio, dependerá do seu esforço, dedicação e persistência, mas no final verá recompensado tudo isso.

    Por último, se tiver condições para isso, reserve um quarto, ou um local de casa, que seja o seu local de trabalho, e tente não o utilizar para lazer. Verá que a sua concentração aumentará drasticamente.

    Já agora, Já pensou em ser patrão de si próprio?

    Até Breve!

    Related Posts with Thumbnails

    { 5 comments… read them below or add one }

    Nuno Dezembro 16, 2008 às 21:01

    Penso que é o sonho de muitas pessoas e eu não sou excepção.
    As vantagens são muitas, tal como as responsabilidades.
    Só espero que a empresa que vou criar tenha sucesso nos primeiros 40 anos.

    Responder

    Sonia Vanick Fevereiro 11, 2009 às 9:35

    Gostaria de abrir um negócio de açaí em casa.Como fazer sucos, refrescos,açaí na tigela etc… Não tenho como colocar na rua pois o lugar é meio perigoso e moro nos fundos. Como posso proceder. Algém pode me ajudar? Aguardo reposta urgente Obrigado

    Responder

    Maria Gabriela Dias Junho 13, 2011 às 17:14

    Sou boa em várias áreas, para não falar daquela em que me licenciei. Mas adoro trabalhos manuais e faço invenções que gosto de divulgar e há anos que gostaria de juntar uns cobres à conta disso. Também já pensei em fazer coisas boas para fora… Mas o meu namorado é o primeiro a desvalorizar TUDO aquilo o que eu faço. Sabe que tenho montes de dificuldades em arranjar emprego por conta de outrem, mas quando se fala em trabalhar por conta própria… Talvez “sopeira pro bono Inc.” Assim, sim!

    Responder

    Marques Maio 9, 2012 às 14:44

    Boa tarde, li atentamente o seu texto, envie fotos do seus trabalhos, pode ser que se enquadre nos artigos que eu comercializo

    Responder

    Maria Gabriela Dias Maio 9, 2012 às 15:50

    Boa tarde Sr. Marques, tenho alguma coisa divulgada na Net, só que por falta de interesse dos conhecidos, que me vêem como uma “criança que não cresceu” já comecei a desistir de fazer seja o que for. Como as minhas peças estão guardadas para não ganhar pó nem teias de aranha, limitei-me a digitalizar 4… e o resto está guardado! Mas se quiser ver, vá a hobby-criativo.blogspot.pt e espreite. E já agora, diga-me se vê em alguma loja uma peça com tão bons acabamentos, sem nós à vista, como estas!
    Como também tenho jeito para fazer outras coisas (na parte da culinária), às vezes fico aborrecida porque lembro-me “e se eu fizesse isto ou aquilo…” – mas depois QUEM iria provar? vivo num sítio onde não conheço ninguém, e tenho uma casa de doces e sobremesas mesmo à porta!

    Responder

    Leave a Comment

    CommentLuv badge

    Previous post:

    Next post: