Os hábitos são o princípio pelo qual normalmente moldamos o nosso comportamento: temos a tendência para ir fazendo aquilo que habitualmente fazemos, e temos receio de algo que surge de novo.

Este princípio pode ir contra nós de inicio, se não temos o hábito de poupar dinheiro, pode ser difícil começar. Mas depois de nos habituarmos (ou seja de pouparmos dinheiro habitualmente, ou por hábito), torna-se apenas mais uma rotina fácil de seguir.

 Todos nós necessitamos de poupar dinheiro, para satisfazermos os nossos objectivos financeiros, ou de compra. E se ainda não começou a poupar, ou não consegue poupar o suficiente, aqui ficam algumas dicas essenciais para que o faça de forma eficaz:

 1. Planos de poupança automáticos.

Os planos de poupança automáticos, são sem dúvida uma das melhores opções a considerar. Com apenas um formulário de autorização, fica comprometido todos os meses a fazer uma poupança, sem mais esforço. Não interessa que tipo de plano seja, ou qual o montante a por de lado todos os meses – pense bem 5 euros por mes, são 30 euros por ano e vão crescendo). O importante é começar e adquirir um novo hábito o de poupar algum montante por mês.

2. Trate a Poupança como uma conta a pagar.

Se é certo que as contas têm que ser pagas, então porque não tratar a poupança como mais uma “conta”?  Estabeleça um montante e uma data, e ponha esse dinheiro de lado, ou numa conta diferente, ou num plano financeiro sem risco próprio para poupanças. Assim força-se a si próprio a criar uma rotina de poupança.

3. Estabeleça Objectivos anuais.

Nunca consegue atingir um objectivo se não o tiver. Objectivos anuais específicos funcionam como alvos a atingir com as poupanlças que for reunindo e permitem-lhe saber qual a diferença entre o que poupou e o montante em falta.

4. Desvie os seus aumentos para poupança.

Se for aumentado, não se esqueça de aumentar também o montante que poupa. Se conseguir desvie para poupança o valor total do seu aumento, mas como esta será uma opção pouco confortável, pelo menos aumente o montante que estabeleceu como poupança mensal.

5. Guarde os seus trocos.

Guardar os trocos numa jarra, ou numa caixa no final de cada semana. Isto pode ser até mais do que moedas, até pode lá colocar notas de 5 euros, ou abaixo de um valor que estipule. No final de cada mês deposite no banco, ou então estabeleça um objectivo para o dinheiro que colocar nessa jarra, ou caixa em casa, como por exemplo ir de férias.

Acima de tudo poupar é ter disciplina e auto controle, é desviar a sua gratificação imediata por uma gratificação a médio-longo prazo. Para algumas pessoas isto é uma situação instintivamente difícil porque altera os hábitos de consumo a que se habitua, mas pode ser sempre encarado como um novo desafio a que se propõe.

Seguindo estes 5 passos descritos acima, poderá adquirir novos hábitos que lhe facilitem a sua situação financeira, e que o ajudem a conseguir cumprir alguns dos objectivos a que se propõe.

Já agora, costuma poupar por hábito, por obrigação, ou não consegue mesmo poupar? Deixe o seu comentário e participe.

Para ficar sempre a par das novidades do blogue, subscreva a feed RSS.

Até Breve!

 

Related Posts with Thumbnails