Durante o mês de Outubro, a crise atingiu em força a indústria automovél, com as vendas nos países da União Europeia a descerem em cerca de 192 mil automovéis face ao mesmo período do ano passado.

Por outro lado, no que diz respeito aos 3 maiores construtores GM, Ford e Chrysler, já solicitaram um apoio extraordinário de 25 mil milhões de dólares ao goverbo norte-americano para fazer face á crise.

Um outro dado, que se calhar é importante para percebermos a  dimensão da crise, é que só na Europa há cerca de 12 milhões de familias que dependem do trabalho no sector automovél, sendo que destes 12 milhões, cerca de 2,3 milhões são empregos directos, sendo o resto de sub-contratados principalmente em componentes.

Certo é também, que a crise do petróleo veio agudizar ainda mais a precariedade do sector, ao por em segundo plano a compra de um novo automovél.

Já assistimos à queda de alguns pilares do sitema financeiro internacional, iremos também assistir à queda de algumas das maiores empresas produtoras de automoveis?

Para ficar sempre a para das novidades do blogue, subscreva a feed RSS.

Até Breve!

Related Posts with Thumbnails